quarta-feira, 19 de novembro de 2014

DIG-DISE esclarece homícidio ocorrido no réveillon


O núcleo de investigações DIG/DISE de Rio Preto esclareceu o autor de um homicídio ocorrido no dia 4 de janeiro deste ano. A vítima Amaury Pereira de Barros (foto) foi atacada na virada no último dia de 2013 por ao menos um rapaz até então desconhecido. Após as agressões a vítima foi socorrida e dias depois veio a óbito. O crime ocorreu na esquina da rua Capitão José Verdi com a Expedicionários, no bairro Boa Vista. O homicídio foi notícia da imprensa rio-pretense.
A DIG tinha pistas de um dos possíveis autores, porém não havia notícias do seu paradeiro. No dia 13 de novembro deste ano, uma equipe de policiais prendeu nove pessoas acusadas de tráfico de drogas e associação ao tráfico. Dentre as pessoas detidas estava P.H.A. de vinte e quatro anos. Ontem ele foi ouvido sobre sua participação no homicídio da vítima e indagado sobre os fatos disse que conhecia a vítima há algum tempo e que ela aparentemente tinha algum grau de problema mental. O suspeito teve certa desavença com a vítima Amaury e falou que quando o visse novamente lhe daria uma surra. Na data do crime, o acusado encontrou Amaury e começou a agredi-lo fisicamente com tapas sendo que o último golpe, mais forte, fez com que Amaury caísse no chão. Segundo depoimento do indiciado, a vítima teria saído do local e ficou sabendo dias após que ela teria morrido em decorrência dos ferimentos.
P.H.A. que está preso por tráfico, deve aguardar julgamento agora por homicídio qualificado. Embora tenha assumido que praticou o crime sozinho, a participação de mais pessoas não está descartada até a conclusão do inquérito policial.
Nota da Reporter.**A imagem do acusado e a fala do seu advogado à imprensa não foram divulgados.
NR**Tremenda judiação o que fizeram com o pobre do Amaury, que a duras penas cumpria sua passagem por esta terra de provas e de expiações. Que Deus o tenha em seu seio.

*Para quem pensa que os casos de autoria desconhecida ficam parados na DIG-DISE, tai um exemplo. Os policiais de lá, fazem juz não ao salário que recebem, mas a função que escolheu para se dedicar com amor. Se digo isso, é porque os acompanho há décadas.

**Além das artes ilustrativas, a foto de Amaury é uma reprodução de publicações de amigos seus no Facebook quando do crime.

19-11-2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário sobre esta matéria. Volte sempre!

E ATENÇÃO: O ÚNICO EMAIL PARA CONTATO COM O JORNAL DO POVO RIO PRETO É O MEU JORNALDOPOVORIOPRETO@BOL.COM.BR OU JORNALDAJOILDAGOMES@GMAIL.COM NÃO EXISTE NENHUM OUTRO. NINGUÉM ESTÁ AUTORIZADO A FALAR PELO JORNAL. SOU ÚNICA PROPRIETARIA E RESPONSÁVEL PELO BLOG. QUALQUER OUTRO EMAIL É CRIME. CHAME A POLÍCA RSRSR