segunda-feira, 21 de maio de 2018

Flagrante de Roubo

17BPM/I 4°CIA "EQUIPE C"

🚔 EQUIPE I-17405
CB PM HENRIQUE
SD PM CAIRES

APOIO: 🚔 CGP IV
SGT PM ZIEBERG
SD PM ANDERSON
🚔 VTR I-17402
CB PM VASCONCELOS
SD PM SOUZA

Rua: César Pupim, 830 Jaguare São José do Rio Preto SP.

Preso: Sérgio Correa Matias 


Ocorrência via Copom de roubo à transeunte em andamento, onde pelo local foi detido um indivíduo tentando se desvencilhar de populares após roubar a quantia de 1.500.00 Reais, com menção de estar armado e mediante força física, foi recuperado o dinheiro e conduzido à Central de Flagrantes onde foi devolvido o dinheiro à vítima e o autor do roubo permaneceu preso.

Fonte e imagens- PM para divulgação Jornal do Povo Rio Preto.

Trafico de Drogas

17 BPM/I /1Cia
🚔 Equipe. Ronda de Apoio vtr I-17112
_Sgt PM Pimenta
- Sd Pm Pardin (Ge Pereira)
- Sd Pm Castilho
Rua Josefina Reis Assuncao 340. Santo Antonio
18/05/2018 19h49min
Os policiais acima elencados em patrulhamento pelo bairro Santo Antonio visualizaram o Sindicado D. L. de L. em atitude suspeita, no momento da abordagem o mesmo tentou empreender fuga dispensando uma sacola plastica contendo 8 pedacos de maconha, sendo abordado 3 quarteiros acima com um pedaco de maconha no bolso e mais 32 reais em dinheiro. Diante disto foi dado voz de apreensao ao sindicado e conduzidos a Central de Flagrantes onde por la a autoridade de plantao tomou as medidas pertinentes de Policia Judiciaria liberando o menor a sua genitora

Fonte e imagens- PM para divulgação no Jornal do Povo Rio Preto.

PMs Canil 12 CAEP em Ação!


Receptação

Em patrulhamento de ações especiais com cães, abordado indivíduo menor de idade Patrick pelo Caic portando um aparelho celular Motorola modelo Moto G-5, consultado o IMEI constou roubo na data de 13/10/2017.
Apresentado na central de flagrantes onde foi liberado após elaboração do BO.
Fonte e imagens - Policia Militar para divulgação no Jornal do Povo Rio Preto

CAEP Rio Preto em Ação

em patrulhamento pelo bairro Bela Vista em Mirassol ao adentrar a Rua Transversal 3 viram um indivíduo que ao avistar a presença desta equipe (CAEP 13), adentrou o interior da casa 3510, sendo abordado, e encontrado consigo duas porções de cocaína . Em busca domiciliar foi localizado aproximadamente 4kg de substância aparentando ser cocaína.
Foto, foto e vídeo PM- divulgação Jornal do Povo Rio Preto.

MAIS OCORRENCIA

CAEP 17 - POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO/VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Em patrulhamento de Ações Especiais a PM foi solicitada pela vítima informando que seu ex-marido havia a agredido e fez ameaças com uma arma de fogo. Juntamente com apoio CAEP 15 policiais da viatura de patrulhamento preventivo fizeram contato na residência e localizaram o agressor e a arma de fogo. Apresentado, permaneceu preso.


**Fdp, covarde, celerado, indecente, ordinário etc etc etc. 
Todo ex-marido acha que a ex mulher é propriedade dele.
O pior que um ex-marido é para sempre.
Teje preso.
Fonte e imagens- PM- divulgação no Jornal do Povo Rio Preto.

Porte Ilegal de Arma

Caep 15
Após informações de que indivíduo estaria andando armado em uma camionete Amarok e que se passava por policial civil Equipe da CAEP logrou em aborda-lo na Av. João Bernardino de Seixas Ribeiro, sendo localizada a pistola carregada embaixo do banco do condutor.
Camionete possuía dispositivo sonoro " sirene" e indivíduo portava uma carteira com distintivo da polícia civil e ainda foi localizado na camionete 26 réplicas de relógios G-Shok.
Conduzido com tudo que foi apreendido com ele até a Central de Flagrantes o acusado, cujo nome ainda não foi liberado, permaneceu preso.



Fonte e imagens- Policia Militar para divulgação Jornal do Povo Rio Preto.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Centro Espirita Umbandista Coração Errante


Organização religiosa em São José do Rio Preto com atendimento trabalho aberto ao público gratuito de segundafeira a partir das 19:30, e consultas às quartas-feiras a partir do meio dia e até as 18 horas.


Sobre - Publicado em sua página na rede social Facebook:

Centro Espirita Umbandista Coração Errante trabalhamos em prol do bem, o amor e a caridade, ajudando as pessoas em seu crescimento espiritual.
Avenida dos estudantes 3013 Jardim Novo Aeroporto
São José do Rio Preto
Como chegar

@coracaoerrante2017
Enviar mensagem

Ligar (17) 99136-3466

quinta-feira, 10 de maio de 2018

PROCURADO

Ajude a pega-lo..

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais – DIG, que investiga os crimes de autoria desconhecida, busca incessantemente pegar o ladrão comparsa de outro já preso pela PM, que juntos, na madrugada de 09 de março de 2018, torturaram e mataram para roubar (latrocínio) o comerciante Márcio Antônio Galhardo, de 50 anos, que morava em uma edícula nos fundos da sua loja de móveis usados, na rua Oswaldo Aranha, no Parque Industrial, em Rio Preto.
Tortura pura.
Latrocínio na cabeça.
Crueldade.
O bandido procurado (nas imagens de calça comprida) era amigo da vítima, o que facilitou a entrada dos assassinos na residência, cujas câmeras de vídeo da loja registraram com primazia a ação de ambos, coisa que chega a doer no coração da gente, quando visualizando as imagens, se percebe nitidamente, quando um deles (o que está foragido) aperta a campainha, fica por alguns instantes ansioso, como se percebe nas imagens, aguardando que a vitima abra a porta, e após isso, num gesto dele com a mão, chama pelo companheiro que está na espreita. Ambos entram na casa, e algumas horas depois saem com a motocicleta, notebooks e telefone celular da vítima.
Alertados por vizinhos da residência guardas municipais que passavam pelo local, adentraram o imóvel e encontraram a vítima morta, com as mãos amarradas com fios elétricos, os pés amarrados com um cinto, com a cabeça coberta e um lençol envolvido no pescoço.

Policiais Militares, com apoio do Comando de força Patrulha (Equipe Tenente Amalia Paci) prenderam, algumas horas depois e ainda em flagrante, Gustavo Franco Rodrigues, de 19 anos, que escondeu a motocicleta roubada do comerciante em um imóvel abandonado no bairro Nato Vetorazzo.



A motocicleta foi apreendida.

DIG dispara Nota de Imprensa solicitando a divulgação e ajuda da comunidade no sentido de encontrar e prender o segundo acusado, que já tem prisão decretada, para relatar o inquérito policial e enviar a justiça para que os acusados sejam levados as barras dos tribunais para o devido julgamento, se culpados ou inocentes.

Nota
********Pelo presente solicitamos os bons préstimos dos senhores de reiterar a veiculação das imagens que seguem no link, pois até o momento não temos pistas do segundo indivíduo, que praticou o latrocínio ocorrido no dia 09 de março.

As imagens que seguem mostram que aparentemente o suspeito que trajava calça conhecia a vítima. Esse é o que ainda não foi identificado. Por isso a divulgação dessas imagens a fim de que a população nos ajude na busca de tal pessoa****

#Atente para as imagens. 197 ou 190.
Não tema em denunciar o paradeiro do procurado.
A sua denúncia é anônima e mantida em sigilo absoluto.

Existem coisas nessa vida, que não podem ficar impunes.

Joilda Gomes.

Me perdoe, por favor..


Caro leitor, me perdoe por ter mais uma vez viajado e deixado este nosso 'ponto de encontro' ao 'leu'!
Ainda hoje o atualizo.
Abraço.

sábado, 28 de abril de 2018

PM em Ação!!!

NOTA À IMPRENSA

No dia 27 de abril de 2018, a Polícia Militar do Estado de São Paulo realizou em São José do Rio Preto-SP a Operação Cavalo de Aço, cujo objetivo é aumentar a sensação de segurança da população através dos serviços prestados de ação de presença, com saturação nos locais de maior incidência criminal, atendimento das solicitações recebidas pela central 190, pontos de estacionamento e bloqueios. A revista do efetivo foi realizada na praça da Árvore do bairro São Marcos e contou com a presença e prestigio dos moradores do bairro.
A ação contou com o efetivo de 39 policiais militares do RPP (Rádio Patrulhamento Padrão), CAEP (Companhia de Ações Especiais de Policia) e Grupamento Aéreo cujas ações resultaram nas prisões de 07 infratores da lei sendo: 06 (seis) adultos pelos crimes de Tráfico de Entorpecentes, Furto qualificado em estabelecimento comercial, receptação e apropriação indébita, 01 (um) adolescente apreendido pelo crime de tráfico de entorpecentes, também, por volta das 23h, ocorreu um acompanhamento de um indivíduo na condução de um veículo, que iniciou pelo município de Mirassolândia, terminando no bairro Jaguaré em São José do Rio Preto-SP, aonde o indivíduo subiu no telhado de uma residência e cercado, na posse de uma faca, por motivos passionais, ameaçava acabar com sua própria vida, depois de cerca de 01h negociação, o indivíduo soltou a faca, se entregou e foi socorrido pelo SAMU, que se encontrava no local. Nas ocorrências foram apreendidos: 263 (duzentos e sessenta e três) porções de cocaína embaladas para venda, R$568,00 (quinhentos e sessenta e oito reais em dinheiro) proveniente do comércio de entorpecentes. Recuperados 01 (um) telefone celular, 01 motocicleta, 04 (quatro) baterias veiculares e produtos diversos.
São José do Rio Preto-SP, 27 de abril de 2018.
Capitão Anderson Ferreira Nunes

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Esclarecimento duplo homicídio

Polícia civil apresenta a imprensa resultado do esclarecimento de duplo homicídio ocorrido na zona rural de Rio Preto.
27-04-2018

No dia 9 de abril do corrente ano, policiais militares foram acionados via fone por uma testemunha que narrou, em síntese, que morava em uma fazenda às margens da Rodovia Délcio Custódio da Silva, Km 02, em Rio Preto; que escutou gritos vindos de uma casa vizinha, pertencente à mesma fazenda e que fica cerca de 100 metros da sua; que foi até o local e notou sinais de violência física contra duas moradoras do imóvel, mulheres de 59 e 56 anos de idade que eram cunhadas.
Entre os órgãos de segurança que estiveram no local, uma equipe de policiais da DIG foi até a cena do crime e começou a investigar os fatos. Apurou-se de imediato que havia sinais de lesão grave na cabeça de ambas as vítimas, provavelmente provocada por um objeto contundente (pau, porrete, ferramenta pesada). Notaram que a casa não estava revirada e aparentemente nada de valor econômico foi subtraído, indicativo de homicídio, não latrocínio. A funesta cena apresentava sangue pelo chão e entre as marcas os policiais notaram uma pegada. Calcularam que o pé que provocou a marca era do tamanho 42, certamente da pessoa que cometera o duplo homicídio. Já de imediato começaram a perguntar ao caseiro, ou seja, ao homem que acionou a polícia sobre os fatos e em que ele poderia auxiliar as investigações. Josimar Batista do Prado, de 29 anos, reafirmou que escutou gritos vindo do imóvel e que naquele momento ele era a única pessoa que estava naquela propriedade, além é claro, das próprias vítimas, pois o marido de uma delas e irmão da segunda, não estava no local. Isso já bastou aos investigadores a iniciar as primeiras desconfianças do caseiro ser o autor. Em seguida os policias pediram para ver seus pés e, embora não possuía marcas de sangue, o tamanho se assemelhava à pegada. O agora suspeito não tinha manchas de sangue pelo corpo e estava com uma camiseta cinza. Indagado se usou a mesma roupa o dia todo, informou que sim. A desconfiança aumentava à medida que avançava a entrevista dos policiais, pois ele informou que escutou gritos por volta das 15:00 e que primeiramente ligou ao seu patrão para narrar o ocorrido, não para a PM. O grau de desconfiança aumentou quando o conjunto fatídico observado apontou por uma demora de cerca de 2 horas para ele acionar o 190. Perguntado se poderia exibir o histórico de chamadas dele no celular, disse, evasivo, que tinha apagado. Embora as circunstâncias apontassem alguns indícios para o averiguado, a polícia precisava de elementos robustos de autoria contra o averiguado, que inicialmente negava participação nos fatos em apuração.
Assim, nos dias que se seguiram, as investigações foram avançando. A mulher do suspeito, que trabalha fora, foi ouvida e disse que o comportamento do marido era normal, que ele não fazia uso de drogas ilícitas, só fumava cigarros, nem era dado ao consumo de álcool. Esta última informação não tinha amparo na realidade. Através de investigações, colheita de provas e oitivas de testemunhas, a DIG tomou ciência que o suspeito era frequentador assíduo de um bar localizado num bairro próximo de sua casa, que bebericava algumas doses de bebida destilada. No fatídico dia, os policiais descobriram que o suspeito foi no período da manhã àquele estabelecimento e bebeu cerca de uma garrafa e meia de conhaque, o qual tem teor etílico elevado, e que saiu do bar por volta das 11:30. O estabelecimento possui circuito interno de segurança por câmeras, as quais a DIG coletou as imagens. Nelas, é possível ver o suspeito de fato bebendo bastante e trajando uma camiseta preta, ou seja, na cena vestia uma camiseta cinza e alegou que não trocou de roupas naquele dia, mentindo novamente.
Agora, com novas provas elencadas uma a uma durante o trabalho de campo, o Dr. André Balura que preside o inquérito e as investigações, representou à Justiça pela prisão temporária do suspeito, que acatou o pedido. A equipe foi até a casa dele, cumpriu buscas no imóvel e o conduziu preso. 

Quando formalmente questionado sobre os fatos e confrontado com as provas, as quais desmontaram suas mentiras, acabou confessando que no dia do ocorrido foi ao bar de manhã, como de costume e tomou grande quantidade de bebida, e que seu hábito não era de conhecimento do patrão tampouco da esposa. Complementou que após o consumo do conhaque retornou à fazenda, pegou uma barra de ferro e foi em direção à casa das vítimas. Disse que a partir daí tudo ficou turvo (sic) e que só lembra-se de ver as vítimas caídas e do sangue. Correu para sua casa e trocou suas roupas, pois estavam todas marcadas do sangue inocente que escorreu pela ação de suas mãos. Tratou de lavar as peças e sumir com indícios. Indagado do porquê de ter feito tamanha barbárie, limitou-se a dizer que não sabe o porquê. Não há motivação. O crime não tinha uma finalidade, um objeto, um desejo de vingança, segundo ele. Nenhum momento relatou contenda com as vítimas.
Diante do conjunto probatório, a Autoridade Policial indiciou o investigado pelos crimes de homicídio qualificado (duas vezes). O trabalho da polícia segue e o delegado tem 30 dias para concluir o inquérito.

A barra de ferro foi apreendida.


******Depois foi para sua casa, trocou-se, ficou cheirosinho, e acionou a PM. Mas como Deus é Pai, sua casa caiu, agora para mim, falta só ele contar a verdadeira historia, porque, ao que me parece, com perdão da fala da autoridade policial, ele não estaria falando a verdade. Poderia quem sabe ter tentado atacar as mulheres indefesas, sozinhas em casa. 
Não o estou acusando de nada, apenas dando minha opinião como qualquer cidadão, com a liberdade de expressão que tenho. Por que, o ônus da prova cabe a quem acusa, e que todo acusado é inocente até o transito em julgado (rsrs)
Então...

Por Dig Dise _divulgação.






terça-feira, 24 de abril de 2018

Polícia Civil de Icém em Ação!!!

Honorinho
O Delegado Titular de Polícia da Delegacia de Icém-SP Dr. Antonio Honório do Nascimento enviou Nota de Imprensa ao Jornal do Povo Rio Preto informando sobre Operação Policial que resultou na prisão de um homem e e apreensão de droga e balança de precisão que ele portava.

Bravooooooo.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

*POLÍCIA MILITAR DA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO CONTABILIZA NOVAS VITÓRIAS SOBRE O CRIME*

NOTA DE IMPRENSA
Cel rogério Xavier- comandante CPI-5
A população da região Noroeste do Estado de São Paulo, cujo policiamento ostensivo em seus 96 municípios é de responsabilidade do Comando de Policiamento do Interior-5 (CPI-5), tem bons motivos para se orgulhar do trabalho de sua força policial preventiva na região. A avaliação dos resultados obtidos nos 3 primeiros meses deste ano, comparados ao mesmo período do ano passado, mostra a redução em todos os 3 indicadores criminais do PROGRAMA SÃO PAULO CONTRA O CRIME, medidos pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), o que representa um sucesso nas metas de trabalho e a conquista do cobiçado “Triplo Sinal Verde” para esta importante região que engloba cidades como São José do Rio Preto, Catanduva, Votuporanga, Fernandópolis, Jales, etc.
Veja os números desta vitória nos principais itens medidos pela SSP:

*ROUBOS:* a região de Rio preto registrou 585 casos de roubo no primeiro trimestre de 2017. Neste ano, este tipo de crime, empregado com violência ou grave ameaça contra as vítimas, foi reduzido para 392 registros, ou seja, 193 roubos a menos que o ano anterior, o que representa uma significativa diminuição de 33% de um ano para outro.
Importante mencionar ainda que em todos os meses de 2018 registrou-se uma redução continuada em relação aos mesmos meses de 2017. Exemplo disso é março que, de um ano para outro, teve uma diminuição de 76 casos (226 casos em 2017, e 150 em 2018), o que representa uma redução de 33,63%.

*ROUBOS E FURTOS DE VEÍCULOS:* no caso da subtração de veículos, em 2017, aconteceram 782 registros no primeiro trimestre. Nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano, registrou-se um decréscimo de 309 veículos subtraídos de seus proprietários, o que representa uma diminuição expressiva de 40% (473 veículos) dos casos em 2018.
A avaliação somente dos meses de março, verifica-se uma efetiva diminuição de 48% (290 em 2017 para 152 em 2018) nos roubos e furtos dos veículos na região. Este número está muito aquém também da previsão da própria SSP que era de 264 veículos para março. Neste caso a redução foi de 112 casos a menos que a expectativa.
Os números de março representam a subtração de 1,34 veículo para cada grupo de 10.000 veículos da região.
Importante citar ainda que cerca de 70% dos veículos subtraídos na região foram recapturados pela polícia e restituídos para seus legítimos donos.

*VÍTIMAS DE LETALIDADE VIOLENTA:* este item sempre chama a atenção pois contabiliza a maior violência que pode ser praticada contra o ser humano: o arrebate da vida. Nos três primeiros meses de 2017, por exemplo, houve 37 casos relacionados a homicídios e latrocínios, na área do CPI-5. Este ano registrou-se 25 casos no mesmo período, o que representa uma redução de cerca de 32%, com 12 vítimas a menos.
Importante mencionar ainda que os resultados são mais significativos se houver um recorte apenas para o mês de março de 2017 para 2018. Neste caso houve uma expressiva redução de 40% (15 em 2017 e 9 neste ano) no citado lapso mensal.
Diante desses importantes resultados o Comando do Policiamento do Interior-5 parabeniza todos os Policiais Militares da região pelo trabalho preventivo produzido, bem como pelos esforços diuturnos ao darem uma rápida resposta policial à sociedade quando o crime consumou-se.

*CORONEL PM ROGÉRIO XAVIER*
_Comandante Policiamento Interior-5_

#podeconfiarpmesp

Fonte- PM- para o Jornal do Povo Rio Preto- divulgação.
Imagem- Coronel Rogério Xavier-P5.

CAEP- prende acusados de tráfico

Equipes da CAEP- a tropa de elite do 17º BPM-I de Rio Preto efetuaram duas prisões distintas, como segue:
CAEP CMD IV
TRÁFICO DE DROGAS / PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO
Abordado o veículo VW Voyage, placas FLL 5051, conduzido por Kaique e sua amasia B., menor de idade. Após indaga-los ,confessaram que havia entorpecente em sua chácara pela Rua dos Lírios número 1, sendo localizado 75 Tijolos de maconha, aproximadamente 400 gramas de cocaína, uma Pistola 9mm e apetrechos para embalar droga.
Kaique permaneceu preso e a adolescente liberada .
CAEP 26
TRÁFICO DE DROGAS / PORTE ILEGAL DE ARMA
Abordado THAMIR SOARES JÚNIOR, e em diligência em sua residência situada pela Rua Luzia Thomaz - 280 - Jardim Gisete, foi localizado um revólver calibre .38 municiado com três munições com numeração suprimida, 5,953 Kg de Crack, 3,530 kg de Maconha, R$1.622,00, Balança de precisão, apetrechos utilizados para misturar e embalar a droga e contabilidade de vendas do ilícito. Thamir assumiu a propriedade da arma e das drogas.
Conduzido à Central de Flagrantes, o Delegado ratificou a prisão em Flagrante pela prática do artigo 33 da lei 11343/06 e artigo 16 da lei 10826/03.
**Fonte e imagens- PM- para divulgação no Jornal do Povo Rio Preto.

PM em Ação!!!


SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO
17º BATALHÃODE POLÍCIA MILITAR DO INTERIOR
SEÇÃO DE RELAÇÕES PÚBLICAS

NOTA DE IMPRENSA

São José do Rio Preto, 20 de Abril de 2018.


A Polícia Militar do Estado de São Paulo, por meio do 17º Batalhão de Polícia Militar do Interior, informa aos Órgãos de Imprensa e a Comunidade de São José do Rio Preto e Região que no dia 20 de Abril de 2018 foi realizada a Operação Cavalo de Aço, que contou com um efetivo de 43 Policiais Militares do 17º Batalhão de Polícia Militar do Interior e da Companhia de Ações Especiais de Polícia (CAEP).
A operação teve como objetivo aumentar a sensação de segurança da população através dos serviços prestados de ação de presença, como saturação nos locais de maior incidência criminal, redução e o combate ao Tráfico de Drogas, intensificando o patrulhamento e realizando abordagens a bares, veículos, e pessoas em atitude suspeita.

Durante a operação houve 03 ocorrências de flagrantes de tráfico de entorpecentes, totalizando dois maiores e 01 adolescente a disposição da justiça.
Foram apreendidos aproximadamente 0,150Kg de maconha, 15 eppendorfs de cocaína, R$ 56,00 e uma bicicleta de procedência duvidosa.
Também 2 procurados da justiça foram capturados.

Polícia Militar do Estado de São Paulo, Você Pode Confiar!

SEÇÃO DE RELAÇÕES PÚBLICAS
e-mail: 17bpmip5@policiamilitar.sp.gov.br


“Nós, Policiais Militares, sob a Proteção de Deus, estamos compromissados com a Defesa da Vida, da Integridade Física e da Dignidade da Pessoa Humana.”

Para o Jornal do Povo Rio Preto - divulgação